Conheça a FISK


História do Mr. Fisk
Richard Hugh Fisk, fundador da rede de escolas de idiomas que leva o seu sobrenome, já faz parte da história do ensino da língua inglesa no Brasil.

Esse americano nascido em Tunbridge - Vermont e naturalizado brasileiro continua à frente das decisões da empresa que fundou em 1958. Com mais de cinco décadas de atuação no mercado de idiomas, a empresa de Mr. Fisk, considerado um dos maiores centros de ensino do mundo, comemora sua trajetória de sucesso com aproximadamente 11 milhões de alunos formados e mil unidades espalhadas por todo o Brasil e por mais cinco países.
Como a Fisk começou
Richard Hugh Fisk veio ao Brasil foi em 1950 para visitar seu irmão que trabalhava no Consulado Americano de São Paulo. Gostou tanto da cidade que resolveu ficar. “Adorei o clima, a hospitalidade e achei inusitado o interesse dos brasileiros pela língua inglesa”, explica. Na época, o país passava por grandes transformações e a necessidade do idioma surgia como grande diferencial no mercado de trabalho.

Mr. Fisk começou então a lecionar inglês e, em 1951, passou a ministrar aulas na TV Tupi e na TV Rio. No programa semanal intitulado Escola de Inglês, ele fazia o papel de Mr. Pep, um professor que ensinava o idioma aos seus alunos, que eram na verdade atores. Com o sucesso do programa, ele começou a ser cada vez mais requisitado para ministrar aulas particulares.

Em pouco tempo, os negócios prosperaram e Mr. Fisk decidiu criar o seu próprio método de ensino, baseado nas dificuldades de aprendizado dos alunos brasileiros.
Sua idéia foi um sucesso e, com os primeiros resultados positivos, abriu sua própria escola em 1958. Localizada no bairro da Bela Vista, em São Paulo, sua primeira instituição de ensino do idioma inglês começou a funcionar com 60 alunos. Em pouco tempo, Mr. Fisk transformou essa pequena escola instalada em um sobrado alugado em uma verdadeira potência.

“ No começo, Havia dois professores além de mim. Lembro que comprava apenas os materiais necessários, aqueles de que precisávamos de imediato. Assim que um aluno se matriculava, eu encomendava uma mesa e uma cadeira a mais. Fui caminhando devagar e os negócios foram crescendo”, relembra.

A fama da eficiência do método chegou a outros estados e foram tantos os interessados em utilizar a metodologia de ensino Fisk que, em 1962, iniciou-se o sistema de franquias, na época método Autorizado, sendo que os primeiros contratos foram feitos na base do “aperto de mão”.

No início dos anos 70, a rede já possuía cerca de 15 escolas. Trabalhando com sua ex-esposa, Zélia de Toledo Piza, que tomava conta da área administrativa, Mr. Fisk se encarregava da área comercial, além de ser o responsável por encontrar novas localidades para a instalação de escolas, supervisionar todas as operações e ainda apresentar programas na TV. Tudo isso sem se descuidar da área pedagógica.

Nos anos 80, a Fisk comemorou 30 anos com o seu 1º Congresso Internacional na cidade do Rio de Janeiro. Participaram desse encontro franqueados de toda a rede, que já contava com aproximadamente 400 escolas espalhadas pelo Brasil. Nessa época, a empresa passou a despertar o interesse de outros países da América Latina e foi inaugurada a primeira “Escuela Fisk” em Buenos Aires.
1951 - Aulas na TV Tupi
1958 - Abertura da primeira Escola Fisk em São Paulo, no bairro da Bela Vista
1962 - Surgem as primeiras franquias Fisk
1988 - Começo da expansão de franquias fora do Brasil
1992 - Nasce a Fundação Richard Hugh Fisk
Por que Fundação Richard Hugh Fisk?
Foi na década de 90 que a Fisk tornou-se a Fundação Richard Hugh Fisk, garantindo, dessa forma, o futuro dos funcionários e de seus franqueados e a continuidade da marca.

“ Não tenho herdeiros e, portanto, essa foi a solução para não deixar os profissionais da rede desamparados. Tenho funcionários que estão comigo há mais de 30 anos. Pessoas que se tornaram minhas amigas e que merecem continuar o trabalho que comecei”, afirma Mr. Fisk.